segunda-feira, 31 de março de 2014

Os Cavaleiros do Zodíaco - Aquela vez que eles viajaram pra Asgard


Olá, meus queridos fom-fons! Como estão? Todos bem e livres do vício de crack?

Pois eu estou muito bem, obrigado e hoje, viajaremos para um mundo mágico, cheio de neve, gelo e Hildas! Sim, viajaremos para ASGARD, para conhecer o segundo longa-metragem dos Cavaleiros do Zodíaco: A Batalha dos Deuses.

Sim, eu vou falar de todos os filmes dos Cavaleiros até chegar em Lúcifer. Não, não vou nem tocar no Prólogo do Céu, porque é uma das coisas mais decepcionantes já confeccionadas por um autor japonês com ego infinito.

Não que o longa de Asgard seja muito melhor. De fato, vou começar este artigo de uma vez, pois quero me livrar destes 47 minutos de agonia o quanto antes!

AVANTE CAVALEIROS ATENIENSES!!!


Nossa história começa na Sibéria, que CLARO, é representada como um bloco de gelo gigante. Por que seria de outra maneira? É óbvio que Kurumada não dá uma pica para as culturas de outros países e os representa da maneira mais simplória que sua limitada imaginação lhe permite.

Da mesma forma que em sua série, a Grécia se resume a uma vila em torno do Santuário, a China não passa de uma cachoeira e a África do Sul, se tivesse aparecido, seria uma foto enorme do Mandela.

Não, correção. Aposto que o puto do Kurumada nem sabe quem foi Mandela.

VÁ SE FODER, MASAMI KURUMADA! Odeio você mais que a Margot Kidder!


Enfim, nossa história começa com um mendigo de cabelo rosa sendo brutalmente espancado nessa terra inóspita e totalmente inadequada para a vida humana.

Quem? QUEM poderia cometer tamanho ato de violência sem ligar para os direitos humanos e as leis da física, que determinam que qualquer pessoa já deveria ter perdido os dedos para a gangrena por andar em um ambiente tão gelado?


Jovens de extrema direita que participaram da Marcha com Deus pela Família. Quem mais poderia ser?

Eles gritam frases de ordem como "Eu sou inteligente e você é burro" e batem no velho com cópias dos livros de Olavo de Caralho.

OH! Ninguém irá ajudar este pobre miserável que depende do Bolsa Família para sobreviver?


SIM!!! Hyoga de Cisne, Cavaleiro de Bronze e simpatizante do PT, surge para salvar o dia. Repugnado pelos jovens que decidiram fazer justiça com as próprias mãos, o nipo-soviético salva o velho... Fazendo justiça com as próprias mãos.

... Então tá...


Após rechaçar os lanfranhudos fãs da Raquel Charizard, Hyoga vai até o velho, para assegurar-se de que está bem. Eis que o mendigo profere palavras que gelam o sangue do jovem Cavaleiro:

"Seu moço, me ajude. O Bolsa Família ainda não caiu e eu estou sem tintura rosa pro cabelo! Por favor, me dê um Reau!"

Hyoga, que apoia a redistribuição de renda, decide não dar um centavo sequer para o velho. Afinal de contas, que tirem dinheiro dos ricos e o deem para aqueles que necessitam, assim ele não precisa doar uma vírgula para os mais pobres.

Pois é... Tanto Direita quanto Esquerda fazem muito pouco sentido as vezes...

De qualquer forma, o Cisne decide viajar para os países do norte, a fim de resolver os problemas políticos da região.


Enquanto isso, no Japão, Seiya e o resto da gentalha ponderam sobre os motivos da jornada de seu amigo loiro.


Saori: Seiya, pode fazer o favor de parar de soltar bafo na minha janela de cristal para escrever? Ela vale mais que todas as armaduras de bronze juntas! Ai, eu tenho horror a pobre!!!
Shiryu: E se escreve "Asgard", não "Asegard", seu analfabeto funcional.
Seiya: Não enche, Shiryu. Ou mim vou te encher de porrada!
Shiryu: "Eu" vou te encher de porrada. Marin te ensinou a disparar meteoros, mas não a usar gramática correta?
Seiya: Fica na sua, vossê não sabe de nada!
Shiryu: "Você" não se escreve com "ss".
Seiya: Não pode corrigir essa palavra só de me ouvir falar!
Shiryu: Posso sim, eu fui treinado por um Cavaleiro de Ouro.
Shun: Não tenho função nessa cena.
Shiryu: Você não tem função na vida.
Saori: Chega, cavaleiros. Vamos pra Asgard encontrar o Hyoga. E na volta, você vai passar uns dias com a Shunrei na China, Shiryu. Esse seu mau humor só pode ser falta de sexo.
Shiryu: Não pedi sua opinião, sua va... Hmmm, tá, até que é uma boa ideia.


E assim eles vão... Para ASGARD!!!

ASGARD!!!

ASGARD!!!

"É uma maquete."

Ssshhhiu!


Na verdade, eles não foram pra Asgard. Asgard é a terra dos deuses e humanos não podem entrar lá, a menos que sejam a Natalie Portman. Nossos heróis foram pra Escandinávia, Noruega ou algum outro país que reza ou rezou pra Odin em algum momento.

Não apenas isso. Saori esperava encontrar-se com uma sumo sacerdotisa jovem, de cabelos prateados e sorriso gentil, mas isso não aconteceria até a segunda temporada da série. Por hora, ela teria de lidar com Durval, que claramente é um pedófilo.

Sério, a decepção tá estampada nos olhos da menina.

E a primeira coisa que o lazarento fala para a deusa Atena, é sobre como está impressionado por ela ter seu próprio Santuário com apenas 13 anos. Ele comenta que em seu país, a "idade do consentimento" recentemente foi baixada para 9 anos e pergunta a moça se ela não quer passar a noite em seu castelo.

FALEI QUE ERA UM PEDÓFILO!!! OLHA AÍ!!!


Seiya fica indignado com os avanços de Durval. Afinal, ele passou 32 episódios sendo espancado, defenestrado e estuprado mentalmente pelos Cavaleiros de Ouro, e mesmo isso não lhe garantiu acesso as calcinhas divinas de Saori. Se ele não pode enfiar a cara no castor da moça e brincar de "barquinho a motor", então um papa anjo nórdico também não o fará.


Mas a tentativa de Seiya de empatar a foda de Durval desperta a ira de Loki, Guerreiro Deus de Tom Hiddlestone e leal seguidor do sumo sacerdote de Odin. Ele lutará até seu último fôlego para garantir a seu mestre o direito de deflorar menores de idade.

Mas antes que Seiya e Loki saiam na porrada por uma garota que não dá bola pra nenhum dos dois...


... Frey, o bonitão residente sem nenhuma função específica na corte de Durval, aparece para dissolver as tensões e evitar violência desnecessária.

Ele manda um "Hey, girl" para Saori...


... que como Bella Swan, fica toda "OH!"

Pelo visto, alguém vai tirar proveito da nova "idade do consentimento" de seu país.


Freya: Irmão, posso ver seu pau duro através de sua roupa. E você sabe que é falta de educação apontar com sua ereção para uma moça que acabou de conhecer.

... E essa foi Freya, irmã do bonitão, jogando um balde de água fria nos ânimos exaltados de Frey e Saori.

Viu, Seiya? tem uma empata fodas maior que você em Asgard. Por que você não a chama pra tomar um café depois do trabalho? Talvez vocês se deem bem e isso te ajude a esquecer a piriguete grega pra quem trabalha.

Em outras notícias, Frey e Freya eram respectivamente o deus da virilidade e a deusa da fertilidade (entre outras coisas) na mitologia nórdica. Assim, algo me faz pensar que esses dois trepam mais que os gêmeos Lannister quando ninguém está olhando.

Bom, quem liga pra um pouco de incesto? Eu investia assim mesmo se fosse você, Seiya.

Frey convida Saori e os demais para passarem a noite em sua casa. Eles aceitam, pois uma mansão com camas de verdade parece muito mais confortável que um castelo construído no alto de uma montanha, que é bombardeado com ventos árticos por todos os lados.


No caminho para a saída, eles se deparam com os demais Guerreiros Deuses. A começar por Grandão e Baixinho, defensores da honra de Durval e dupla de sertanejo universitário nas horas vagas.


Também somos apresentados a Midgard, Guerreiro Deus de Louro José, que veste uma armadura laranja ridícula que destoa completamente dos demais.

O que significa que ele tem importância maior que os outros na história.

Lição básica de cinema, gente. Um elemento que se destaque demais em seu ambiente (como o revolver que fica em um pedestal na sala de reuniões da OCP em RoboCop) poderá ter importância no desenrolar da história.

Ou... Talvez não. Talvez seja algo colocado no filme apenas para tirar o foco do público da verdadeira revelação da história.

PAM-PAM-PAAAAAAAAAAAM!!!


Mas Seiya não tá nem aí para os Guerreiros Deuses. Ele desfila pelos corredores de Asgard e faz o quê? O quê? O quê?


MANDA BEIJINHO NO OMBRO PRO RECALQUE!!!


Mais tarde, na Maison de Pénétration Anale.


Cansados da viagem e sem notícias de Hyoga, nossos heróis preparam-se para dormir. Eis que Freya surge na sala, disposta a elevar os ânimos de todos:

Freya: Não se preocupem com seu amigo, Cavaleiros. Meu irmão foi conversar com Durval e tenho certeza de que trará informações até o amanhecer. Até ele voltar, convido todos para uma orgia em meus aposentos.
Shun: Eu topo.
Saori: Eu topo.
Shiryu: Eu passo.
Seiya: O QUE? COMO ASSIM? EU TE PAGUEI UM CAFÉ! ACHEI QUE TÍNHAMOS ALGO ESPECIAL! EU ATÉ IA FALAR PRO MU FORJAR UM ANEL DE OURO PRA EU TE PEDIR EM CASAMENTO!!! COMO PODE? VOCÊ ME MASTURBOU DEBAIXO DA MESA!!!
Saori: Seiya, não seja bobo. Não pode se casar com uma mulher que acabou de conhecer.
Freya: E eu fiz a punheta como agradecimento pelo café. Eu não me sentiria bem de deixá-lo me pagar uma bebida quente de quatro Reais sem oferecer nada em troca!
Shiryu: Quatro Reais? Você cobra punheta por centímetro, é?
Saori: Sério, Shiryu. Acho que você está precisando da orgia mais do que qualquer um nesta sala.


Antes que possam tirar as calças e ver quem tem a pior higiene pubiana, nossos heróis são surpreendidos por batidas na porta. Um mensageiro encontrou o elmo (tiara?) de Cisne e o entrega para Saori e a ralé.


Em seguida, o mensageiro pede um Reau pra comprar tintura de cabelo, porque o Bolsa Família ainda não caiu.

Saori o esbofeteia com uma cópia de O Mínimo que Você Precisa Saber para não ser um Idiota como Eu, de Olavo de Caralho. A Deusa da Sabedoria não apoia a redistribuição de renda e quer a volta da Ditadura Militar, como boa brasileira desinformada.


Seiya: Tá legal, gente! Hyoga deve estar em apuros! Assim, sairei a sua procura e não regressarei até encontrá-lo ou ao seu cadáver frio e descabelado.
Saori: Seiya, são onze da noite, estamos em um país com temperatura glacial e você não conhece o território. Para com isso, você vai congelar e morrer antes de encontrar qualquer sinal do Hyoga.
Seiya: NÃO! Eu irei! Meu amigo precisa de mim! E recuso-me a ficar um minuto sequer junto a jaçanã que partiu meu coração!
Shiryu: Eu vou com você. Não tenho interesse em alguém que deve ter mais DST's que a Paris Hilton.
Saori: Shun, parece que você vai ter de dar conta de nós duas sozinho.
Shun: Pode deixar.
Shiryu: Você? Com essa armadurazinha rosa? Tá bom.
Shun: Sabe Shiryu, eu treinei com mais cinquenta caras em uma ilha onde só havia uma mulher. Eu era o mais andrógino, magrelo e sem barba de todo o lugar e ainda assim, fui homem o suficiente pra conquistar a moça. Então, do fundo do coração, vá se foder. Visto minha armadura rosa com orgulho!
Shiryu: ...
Shun: ...
Shiryu: Shun, acabei de descobrir um respeito totalmente novo por você.
Seiya: Sim Shun, eu também o respeito muito mais agora.
Shun: Cala a boca, Seiya.


Enquanto isso, na sala do trono, Frey tem uma audiência com Durval.

O rapaz conta que sabe das intenções de seu mestre e de Loki, de matarem Saori e tomarem o Santuário. Frey explica que isso é uma péssima ideia, pois se Atena ficar puta de verdade, vai trazer os Cavaleiros de Ouro para a região... E eles tem poder o bastante pra pulverizar os países do norte. Se acontecer uma guerra, o que restar da Escandinávia, Noruega e Dinamarca, vai caber na caixinha de areia de um gato.

Além disso, Durval é representante de Odin e devia saber que o velho é uma divindade gente boa, que não apoia guerras sem sentido e que definitivamente não aprovaria ações que desencadeassem genocídio cósmico contra seu povo.


Durval agradece a preocupação de Frey e promete que abandonará sua ambição sanguinolenta.


Frey humildemente reverencia seu mestre. Embora Durval não seja perfeito, ele ainda é nobre, honesto, quer o melhor para o seu povo e...


Frey: Filho da puta. Nunca mais acredito em você.


Do lado de fora do castelo, Seiya e Shiryu procuram pelo amigo desaparecido e para surpresa de ninguém, se perdem. O Dragão amaldiçoa a própria estupidez e pondera que ficar na orgia com Freya, Shun e Saori seria uma escolha melhor do que passear com o Pégaso por uma terra congelada.

O pior que poderia lhe acontecer seria pegar AIDS Nórdica. E não pode ser mais desagradável que AIDS Chinesa.


Mas mal sabe Shiryu que a orgia foi cancelada. Durval chamou Saori em sua sala do trono, o que obrigou Shun a afofar sozinho a nebulosa de Freya.

Mas mais importante, Durval decidiu que é a hora de revelar seu grande plano. Ele exige que Saori lhe entregue o controle do Santuário, ou iniciará um ataque em grande escala que dizimará toda a Grécia.

Saori, confiante, pergunta a Durval se ele sabe contar. Ela explica que viu apenas quatro Guerreiros Deuses, entre eles, um que pode ou não ser o Hyoga, então não conta. Então, ela explica que tem DOZE Cavaleiros de Ouro com poder o bastante pra transformar os países nórdicos na caixinha de areia de um gato e avisa que é burro comprar briga com ela.

Durval responde que Frey lhe explicou tudo isso cinco parágrafos atrás e que a lógica dita que ele será derrotado.

MAS ESTE É UM DESENHO DE MASAMI KURUMADA!!! NÃO HÁ LUGAR PARA LÓGICA AQUI!!!

Em seguida, ele ataca com seu golpe mais poderoso!


ABSORÇÃO DE JAPONESAS!!!


Saori: NÃO SOU JAPONESA, EU SOU GREEEEEEGAAAAAAA...


Mas Durval ignora os gritos de Saori e sua nacionalidade e a transforma na carranca de um navio.

...

Espera? O quê?

NÃO! MAS QUE PORRA É ESSA? ISSO NÃO FAZ UM PUTO DE UM SENTIDO! COM MIL XAVASCAS!!!

Ok, Cavaleiros do Zodíaco é uma série infestada de forçações de barra. Caboclos atingem a velocidade da luz sem serem pulverizados pelo atrito com o ar, as idades do elenco não fazem o menor sentido e é possível encontrar umas cinco contradições por episódio. Mas pelo menos, os poderes dos personagens seguem uma certa consistência.

Saori ser sugada para as entranhas de um homem e brotar como a estatua na proa (ou é popa? Não entendo de linguagem náutica) de um barco não faz CARALHAS DE SENTIDO NENHUM!!! MESMO PRA UMA SÉRIE ONDE CABELUDOS RIDÍCULOS PODEM RACHAR SISTEMAS SOLARES COM UM TAPA!!!

Mas tá bom, vamos ver até onde essa merda de longa pode ir. Duvido que fique muito pior que isso.

Certo?

Certo?

Correto?


Próximo ao local, Freya observa tudo horrorizada e pondera que isso não vai acabar bem.

E pra ela estar tão próxima ao palácio, deve ter saído de casa tem um bom tempo, O que indica que o Shun é meio rápido na agulha.

...

90% dos homens que estão lendo isso também são, então nem tentem caçoar do Andromeda. Quando um cara diz que trepa por 47 minutos sem parar e sem tirar, a verdade é que ele atuou por sete minutos e passou os outros 40 tentando justificar que "normalmente não goza rápido assim, mas é que você é tão bonita que não deu pra resistir... sabe como é".

E por falar no Shun, onde ele estaria?


O rapaz lembrou de repente que sua obrigação é proteger Saori, e ter a chefa transformada em ornamento de embarcação viking não pega bem no currículo.

Porra Shun, você tinha UM trabalho!

Ele corre em direção a sua deusa e é chutado na cara (NA CARA) pelo Guerreiro Deus Baixinho.


Shun: Eu me lembro de você. É o Guerreiro Deus Baixinho.
Baixinho: *E pra deixar acontecer; A pena tem que Valer; Tem que Ser com você!*
Shun: O que? Olha, eu não tenho tempo pra isso, preciso salvar a Saori. Então sai do meu caminho ou...
Baixinho: *Já pensou se a gente for; Um pouco mais ousado nesse lance; Já pensou transformar; A nossa amizade num lindo romance!*
Shun: Tá legal amigo, você quem pediu. Corrente Nebulosa!!!
Baixinho: *Delícia, Delícia; Assim você me mata; Ai se eu te pego...*


*... AI, AI, SE EU TE PEGO!!!*


Enquanto Shun luta contra os horrores do Sertanejo Universitário, Shiryu é abordado pelo Guerreiro Deus de Louro José.


Sem perguntar qual é a do passaralho, Shiryu prepara-se para a treta. Ele está de saco cheio do Seiya, da Saori, do frio e das cordas de pular. Enfiar a porrada em um loirinho filho da puta é uma oportunidade mais que bem vinda no momento.

Mas então, para surpresa geral da nação...


Midgard revela que na verdade é Hyoga.

OH!!!

Ele oferece a mão para Shiryu...


... que tem o braço congelado em um ataque tão previsível que NOSSAS AVÓS poderiam ter visto chegando a um quilômetro de distância.

Digo, Hyoga está desaparecido há dias, de repente ele dá as caras vestindo uma armadura de Guerreiro Deus. É óbvio que alguma coisa aconteceu e que Hyoga está sob o efeito de alguma hipnose ou lavagem cerebral. Não é a primeira vez que isso acontece na série.

Mas acho que Shiryu ficou tão feliz de reencontrar um amigo que não é um completo mongoloide como o Seiya, que nem percebeu todos os sinais de que esta reunião daria em merda.

Bem, todos cometem erros.


Possuído pelo mal, Hyoga chuta Shiryu no cérebro...


... e ambos caem no oceano.


A armadura de Dragão, que é feita de açúcar e papel, dissolve ao entrar em contato com a água. E como todos sabemos, quanto mais pelado fica, maior se torna o poder de Shiryu.


*AIMEUDEUSDOCÉUELETIROUAARMADURADENOVOOLHAESSETANQUINHOEESSEPEITORALFIRMEMEUDEUSQUEDELÍCIAQUEROUMDESSESLÁEMCASADEIXAVASEESFREGARTODOEMMIMMEACABAVANOSEUDRAGÃOEENGOLIASUACÓLERAATÉAÚLTIMAGOTASHIRYUFURAMEUHÍMEMEMEPOSSUUUUUUUUUUAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!*

Mas Hyoga não se deixa intimidar pela nudez do amigo e prepara seu ataque mais poderoso!


NAUMAKI SANMANDA BODANAN ABILA UNKEN SOWAKA!!!


Shiryu: VOCÊ TÁ TRABALHANDO PROS DEUSES NÓRDICOS, SEU PUTO!!! AO MENOS USA A ORAÇÃO CORRETA!!!

CÓLERA DO DRAGÃO!!!


E Hyoga é comido por um dragão de gelo.

Tá, certo. Eu nunca entendi como funciona a Cólera do Dragão.

Digo, em algumas cenas, parece que é apenas um socão capaz de explodir Brasília. Em outras, parece que um dragão de energia cósmica surge em cena e mastiga os inimigos como se fossem as vítimas do Liu Kang. Não há consistência nenhuma nessa porra de ataque.

...

De fato, por que eu ainda tento procurar algum sentido na porra dos Cavaleiros do Zodíaco? Eu já devia ter criado vergonha na cara, isso sim.


Ah sim, como sempre acontece depois que despeja todo o cosmo em um inimigo, Shiryu apaga.

Mas é uma rainha do drama também, não nega que é cria de Kurumada.


De volta ao Shun, o Cavaleiro de Andrômeda encontra-se em uma sinuca de bico. Ele foi detonado, massacrado e implodido pelo Guerreiro Deus Baixinho, e agora não tem mais forças para reagir.

Pelo visto, a Freya acabou com as forças do rapaz. Bem que o Mickey dizia pro Rocky: Nada de sexo antes da luta.

Baixinho, por sua vez, prepara o golpe final.


Baixinho: *Em festa de rodeio; Não dá pra ficar parado...*


Baixinho: *Tem cowboy e boiadeiro; e mulher pra todo laaaAAAAAAAAAAAAAARGH!!!*


Ikki: QUEIMA NO INFERNO! EU CURTO É ROCK N' ROLL, SEU ARROMBADO.


Mas antes que Ikki e Shun possam unir suas vozes e cantar Hotel California, um bumerangue imenso destrói parte do cenário e arremessa Andrômeda no abismo.


É Grandão, que busca vingança pela morte de Baixinho. Sem seu parceiro, ele não sabe se sua carreira musical irá decolar ou se ele será forçado a cantar em Churrascarias e atrapalhar o almoço das pessoas até o fim dos tempos.

Em todo caso, ele resolve que matar Ikki e Shun é uma boa pedida para o momento. Grandão afina o gogó e prepara para cantar Boate Azul.

Mas antes de emitir a primeira nota...


GOLPE FANTASMA DO HEAVY METAL!!!


Grandão: *Doente de Amor procurei remédio na Vida Noturna; Com a Flor da Noite em uma Boate aqui na Zona Sul.*


Grandão: *A Dor do Amor é com Outro Amor que a Gente Cura; Vim Curar a Dor Desse Mal de Amor na Boate Azul.*


Ikki: Na verdade, você viu apenas o que queria ver. Agora enfrente a realidade!!!


*SHOT THROUGH THE HEART!!!*


Após o fim do duelo, Ikki corre para salvar Shun. Inspirado pelos últimos dois homens que matou, o Cavaleiro de Fênix quer levar o irmão a um karaokê, para que ambos passem o resto da noite prestando tributo ao Rock N' Roll e ao Metal.


Eis que subitamente, Grandão brota das trevas. Tirando suas últimas forças de Luan Santana e Michel Teló, o Guerreiro Deus quase parte Ikki ao meio com um de seus bumerangues...


... e com seu peso de 900 quilos, ele faz o penhasco desabar e todos caem na puta que pariu.

Bom trabalho, Grandão.


E enquanto isso, Seiya continua correndo a esmo pela floresta, procurando pistas sobre o paradeiro de Hyoga e completamente alheio ao fato de que seus amigos passaram as últimas horas sendo explodidos pelos Guerreiros Deuses.

E claro, pensando em alguma maneira de reconquistar Freya, o amor de sua vida que ele conheceu cinco horas atrás, mas que está certo de ser a moça que nasceu para completá-lo, pois o amor vence a todas as barreiras, sejam sociais, religiosas ou sexuais.

...

O último dos românticos, esse menino.

Mas e os demais Cavaleiros de Bronze?


Hyoga caminha a esmo pelas terras geladas da Europa, pensando em como todas as pessoas da Escandinávia parecem com a sua mãe.


E Shun conseguiu salvar-se do abismo, graças a Corrente de Andrômeda. E de alguma forma, mesmo inconsciente, ele conseguiu segurar o Ikki.

Ou isso, ou a armadura de Andrômeda tem algum dispositivo para se pendurar irmãos mais velhos.


Então, o péssimo senso de direção de Seiya finalmente o traz algum benefício. Ao tentar adentrar mais na floresta nórdica, Seiya inexplicavelmente foi parar no castelo de Durval e deu de cara com Saori presa ao navio.

OH! O HORROR!!! MAS COMO FOI QUE ISSO ACONTECEU???

Graças as leis da conveniência universal, Loki surge no local e explica ao Pégaso qual é a situação.


Loki: É muito simples, Pégaso. Nosso senhor Durval aprisionou Atena a aquele navio. E assim que matarmos todos os Cavaleiros de Bronze, não haverá força no mundo que possa nos deter. OS GUERREIROS DEUSES DOMINARÃO O MUNDO!!!
Seiya: Sério? É isso que vocês planejam?
Loki: Sim.
Seiya: Olha, vocês sabem que além de nós cinco, tem outros doze Cavaleiros de Ouro no Santuário, né? E que eles podem vaporizar toda essa região com um peido?
Loki: CHEGA, PÉGASO!!! ESSA PIADA JÁ PERDEU A GRAÇA!!! CALE A BOCA E LUTE COMIGO!!!
Seiya: Por mim, tudo bem.


METEÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓRO DE PÉGASUUUUUUUUUUU!!!


LOBO GUARÁ SATÂNICO!!!


Loki: Hunf! Jamais poderia me vencer, Seiya. Um Cavaleiro de Bronze não é páreo para um Guerreiro Deus. Agora você vai tomar no cu.


Seiya: TOMATE CRU É ROLIMÃ! COMO TU E TUA IRMÃ!!!


Loki: TOMATE CRU É VITAMINA! COMO TU E TUA MINA!!!


Seiya: TOMATE CRU É PRA SALADA! VAI DAR TEU CU PRA MOÇADA!!!


Loki: NÃÃÃÃÃÃÃÃO! NÃO CONSIGO PENSAR EM NENHUMA RIMA!!!


Seiya: TOMATE CRU É VIOLETA! DO TEU PAI COMO O CU E DA TUA MÃE A BUCETA!!!


Seiya: Loki, havia uma grande diferença entre nós. Enquanto você usava a Rima da Quinta Série para benefício próprio, eu a usava pela justiça. Meus palavrões vinham do coração, enquanto os seus eram tão vazios quanto sua alma. Por isso você perdeu.


Durval: TOMATE CRU SE INTROMETEU! QUEM VAI COMER SEU CU SOU EU!!!


Finalmente, Seiya está diante do chefão final do game. E em seu primeiro ataque, ele heroicamente soca o chão!!!

Bom, na verdade, ele atacou Durval, que se esquivou facilmente. De acordo com Seiya, o sacerdote é "mais rápido que os Cavaleiros de Ouro, mas todos sabemos que isso é balela. Os Cavaleiros de Ouro movem-se a velocidade da luz e nada pode ser mais rápido que isso... Exceto talvez a velocidade de dobra, mas Durval não é a Enterprise e obviamente não pode alcançar tal nível de movimentação.

E aliás, sempre que encara um inimigo novo cujos poderes desconhece, Seiya afirma que "ele é mais forte que os Cavaleiros de Ouro", mas é a mais pura mentira. Nem os Guerreiros Deuses do Anime, nem os Marinas de Poseidon deram tanto trabalho quanto os Cavaleiros de Ouro. De fato, nenhum Cavaleiro de Bronze morreu enfrentando esses pilantras, o que apenas prova o quanto eles eram bostas.

Se eu fosse os Cavaleiros de Ouro, processava o Seiya por calúnia e difamação. Por causa dele, todo puto que quer provar o quanto é forte pipoca no Santuário e vai bater no Aldebaran.

PORRA, DEIXEM O ALDEBARAN EM PAZ!!!


Eis que Durval usa sua técnica principal, A MÃOZADA DE ODIN!!!

...

Bom, o golpe não tem nome. Ele só estende a pata, ela brilha e as pessoas voam longe. "Mãozada de Odin" me pareceu adequado.

Se não gostou, pense em um nome melhor. EU TE DESAFIO!!!


E lá se vai a armadura de Pégaso.

Não, sério. As malditas armaduras de bronze parecem feitas de casca de ovo nesses longa metragens, pois se o vilão olhar pra elas com segundas intenções, elas quebram. Entendo que é um recurso usado para criar drama em um curto período de tempo (afinal, os longas tem apenas 40 minutos pra gerar as mesmas emoções que uma temporada completa da série), mas mesmo assim, começa a perder seu impacto depois de um momento.

E numa boa, tudo que passa na minha cabeça quando vejo esses longas, é que ao fim de cada um deles, todos os Cavaleiros de Bronze fazem uma peregrinação até a casa do Mu, que precisa fazer hora extra pros Porras de Bronze não ficarem sem proteção por muito tempo.

Aliás, o Mu é pago? Além do serviço, tem os materiais, que devem ser raros. Acho que não dá pra consertar uma armadura sagrada que tem vida própria, utilizando fita crepe e Super Bonder. Quem banca com os custos do trabalho do rapaz? Ele prostitui o Kiki pra todo o Santuário pra não morrer de fome?

Tantas perguntas... e Kurumada nunca as responderá...

De volta ao filme, Durval decide acabar com Seiya de uma vez por todas.


Durval: ABSORÇÃO DE JAPONESES!!!
Seiya: Pensei que seu golpe só funcionava com japonesas!
Durval: EU SOU BISSEXUAL!!!
Seiya: NÃÃÃÃÃÃÃO! SAI DE MIM! MINHA BUNDA NÃO LHE PERTENCE!!!

Que é isso, Seiya? Só se vive uma vez! Aproveite as experiências que o destino te traz!


E Seiya é absorvido pelo limbo, da mesma forma que aconteceu com Saori e provavelmente, desfrutaria do mesmo destino de sua chefa.

Então... Ele seria transformado em uma estátua do navio, ok. Mas ficaria na outra extremidade da embarcação ou se materializaria atrás da Saori? Se fosse esse o caso, a deusa passaria o resto da eternidade sendo encoxada pelo mais estúpido dos seus empregados?

MAS ISSO É MUITA MALDADE! MAS QUE PORRA, DURVAL!

Se for este mesmo o caso, o sacerdote de Odin é o vilão mais cruel de toda saga dos Cavaleiros.

TÁ VENDO, RADAMANTHYS? É ASSIM QUE SE FAZ O MAL DE VERDADE! SEU LEÃO DE CHÁCARA DE ARMADURA! BALDE DE PORRA QUE NÃO FAZ NADA DIREITO! VÁ PRA CASA DO CARALHO, SEU MERDA!!!


Eis que quando o Pégaso estava prestes a ser obliterado, Shun o salva, fazendo cócegas no sovaco de Durval com a Corrente de Andrômeda.


Durval não gosta e dispara uma Mãozada de Odin nas tetas do Shun. O vilão pode curtir moças e rapazes, mas ele nunca é o passivo... NUNCA!!!

...

Inseguro da porra.


Mas tudo bem, pois Seiya se rematerializou. Pégaso está intacto, fazendo pose dramática e nos levando a questionar como picas ele consegue usar calça jeans por debaixo da armadura.

EIS QUE SUBITAMENTE...


... HYOGA SURGE NO CAMPO DE BATALHA!!!


Durval gargalha malignamente, como um padre da igreja católica que acabou de entrar num orfanato. Ele ordena que Hyoga mate o Pégaso, para demonstrar como seu controle sobre ele é absoluto e inexorável. NADA JAMAIS PODERÁ QUEBRAR O EFEITO DE SUA LAVAGEM CEREBRAL SOBRE O CISNE, MWA-HA-HA!!!


Exceto claro, o poder da amizade. Durval nunca assistiu essa merda de série, já deu pra perceber.

Bom, Hyoga utiliza a técnica de congelar as pernas de oponentes com muitos andares de altura...


... e leva uma Mãozada de Odin nos cornos como recompensa.

Digo, por que picas ele sempre tentava usar esse golpe de congelar as pernas do oponente? Nunca ajudava e só servia para deixá-lo com a guarda aberta e receber um ataque fulminante, como aconteceu agora. Claro, quando ele usou no Dócrates funcionou, mas quem matou o sujeito foram o Seiya e o Shun com poderes combinados, a técnica do Hyoga não fez a menor diferença no fim das contas.

E numa boa, Dócrates era um merda! Ele nem era Cavaleiro, só era um soldado pica grossa do Santuário. Ele explodiu metade da casa da Saori com um soco e quando a polícia apareceu, ele fugiu! DÓCRATES FUGIU DA POLÍCIA! DÓCRATES ERA UM BOSTA!!!

Acho que Seiya e Shun nunca contaram pro Hyoga que a técnica de congelar as pernas não ajudou nada contra o Dócrates, porque não queriam magoar o amigo. Mas considerando que ele quase foi fulminado pelo Durval, teria sido melhor que fossem sinceros com ele.

Assim aprendemos uma lição importante: Sempre diga a verdade a seus amigos.

Mas de volta ao longa.


Durval prepara-se para aplicar a Mãozada de Odin definitiva em Seiya, quando subitamente...


... Ikki surge do cu do Judas e serve de escudo para o amigo.

Se Seiya não tivesse ficado parado feito uma besta no campo de batalha, ikki não teria precisado se sacrificar.


Durval aproveita da letargia do Pégaso, o agarra pela cabeça e prepara-se para espremê-lo até seu cérebro ser expelido pelo pinto.

Não há mais esperança. Os Cavaleiros de Bronze estão exaustos e sem energia, e Durval é forte demais para ser derrotado. Está tudo acabado para nossos heróis.

E todos sabemos o que isso significa, não?


DEUS EX MACHINA!!!


A sagrada armadura de Kurumada surge para salvar o dia.


Shun: A armadura... De Kurumada.
Ikki: Ela sempre surge para proteger a justiça, a Atena e para resolver conflitos insolúveis do roteiro!


Hyoga: Estamos... salvos...


Shiryu: Vão tomar no cu, todos vocês!

Seiya veste a armadura e usa seu golpe mais poderoso deste filme:


METEOOOOOOOOROOOOOOOOS DE KURUMAAAAAADAAAAAAA!!!


Durval: AAAAARGH!!! ESTÁ ENTRANDO EM LUGARES ONDE NADA DEVERIA ENTRAR!!!


Exausto de toda essa esbórnia, Seiya saca o arco de Kurumada e prepara-se para dar o golpe definitivo em Durval.

Mas o vilão do mal que odeia o bem tem um último trunfo na manga.


Durval: Vamos, Seiya! Atire! Mas se me matar, Atena ficará eternamente presa ao navio!
Seiya: Mentira! Uma das regras da fantasia é que quando o vilão morre, todo o mal que ele causou se desfaz! Foi assim com A Bela e a Fera!
Durval: Não, nada disso! A Fera voltou ao normal pois encontrou o verdadeiro amor antes da última pétala da rosa mágica cair. A morte do Gastón não teve nada a ver com isso, porque não foi ele quem jogou a maldição na Fera.
Seiya: Tá bom... Mas aconteceu em O Rei Leão.
Durval: Também não! Simba simplesmente derrotou Scar e tomou de volta o reino que ele havia usurpado. Simba era herdeiro do trono por direito e apenas reclamou sua posição real ao enfrentar o tio. Não havia mágica envolvida.
Seiya: Ok... Mas deu certo em O Príncipe do Egito.
Durval: NÃO, NÃO DEU CERTO EM O PRÍNCIPE DO EGITO!!! E NINGUÉM LIGA PROS DESENHOS BÍBLICOS DA DREAMWORKS!!!
Voz indistinta vinda do céu: SEIYA, ATIRE!!!
Seiya: Mufasa, é você? Diga pra ele que a morte do Scar quebrou o encanto na África.
Voz Indistinta vinda do céu: Não Seiya, não sou o Mufasa!


Frey: Sou eu!
Durval: Frey! Como escapou da prisão?
Frey: Nem eu sei. O que importa é que estou aqui para salvar Atena! Cravarei minha espada no cérebro da estátua de Odin e isso purificará nossa terra e libertará Saori.
Seiya: Oi cunhado, tudo bom? Olha, talvez não seja uma boa hora, mas eu queria pedir sua permissão para casar com a sua irmã.
Frey: ...
Seiya: Então? Que me diz?
Frey: ... Jesus Cristo da porra. Eu juro...


E por falar na Freya, lá está ela, na exata mesma posição em que se encontrava 18 horas atrás.

Quando for tentar se mover, essa menina vai ter as cãibras mais violentas do mundo.


Mas Durval não pretende deixar Frey libertar Saori e o ataca com as Mãozadas de Odin mais concentradas que possui.

E o Seiya fica só olhando, feito o pústula que é.


Durval: MORRA! VÁ PRO INFERNO! LAZARENTO! DESGRAÇADO! CHUPA ROLA! PEDERASTA! SACRIPANTA! SATANISTA! MULHER FRUTA!
Seiya: *Pra frente Brasil, Brasil. Salve a seleção.*


Frey: ARGH! Empalado... nos cristais do cérebro de Odin! A dor... é insuportável! Fluídos vitais... Vazando... Mas não posso... me entregar...


Seiya: *Os seus problemas; você deve esquecer; isso é viver; é aprender; atum na batata!*


Frey: ODIN!!! PURIFIQUE NOSSA TERRA E PERDOE NOSSOS PECADOS!!!


Durval: NÃO DEIXAREI QUE FAÇA ISSO, FREY!!!


Seiya: *Não está sendo fácil; não estáááááááá sendo fáááááááácil; não está sendo fácil viver assim...*


MAS ATIRA ESSA FLECHA DE UMA VEZ, Ô MEU CARALHO!!!


Estimulado pelo espírito de Alborghetti, Seiya finalmente faz aquilo que devia ter feito duas horas antes. Ele perfura o coração de Durval com uma flechada...


... e Frey atravessa o cérebro de Odin com sua espada.


Então, um show de luzes de fazer inveja ao U2 acontece...


... Saori despenca dos céus...


... e Seiya a agarra antes que ela se transforme em um amontoado de órgãos espatifados na calçada.


Saori acorda nos braços de Seiya e agradece ao cavaleiro por tê-la salvo.

Sei. Só o Seiya te salvou, né? Shiryu, Hyoga, Shun e Ikki não tiveram as genitais socadas a noite inteira por sua causa, né sua piranha mau agradecida? E o Frey? Sujeito nem te conhecia e foi pra cadeia por sua causa. Nos últimos momentos de vida ele sofreu dores agonizantes só pra te salvar... E você só lembra do Seiya, né?

Parece alguns lugares em que trabalhei, todo mundo se fodendo pra entregar o trabalho no prazo e só o queridinho da chefe ganhava boquete no final. Puta mundo injusto, meu!

ENFIM!


O castelo de Durval e o Navio de Odin desaparecem. Em seu lugar, surge uma árvore imensa, que alcança aos céus e cujo peso deveria ser suficiente para derrubar a frágil encosta no qual se encontra plantada.

Porque fodam-se as leis da física.

Freya então explica de que se trata esta planta colossal.


Freya: Esta é Yggdrasil, a árvore do universo. Sua presença trará a paz e a prosperidade a Asgard. Mais do que isso, sua energia derreteu a neve e o gelo de todo o continente. Agora, o nível dos oceanos aumentou perigosamente, e nos próximos dias, diversas cidades costeiras serão destruídas. Em homenagem a esta dádiva de meus deuses pagãos, organizarei uma orgia de dez dias em minha casa, onde não pretendo passar um minuto sequer sem ter algo enfiado em mim.


Saori: Eu topo.
Ikki: Eu topo.
Shun: Eu topo.
Hyoga: Eu topo.
Seiya: É uma despedida de solteira pra você, né benhê? Tudo bem, eu não tenho ciúme! Depois acertamos a data do casamento e compramos o enxoval.
Shiryu: Vão se fuder vocês todos. Eu vou pra casa.

E assim, todos passaram os dez dias seguintes comendo a Freya e a Saori.

Menos Shiryu, que foi pra China, comeu a Shunrei e ficou com o humor consideravelmente melhor para o longa do Abel.


FIM!!!

Nota do Amer:


De todos os longa metragens de Cavaleiros do Zodíaco, esse é o que eu menos gosto.

Cavaleiros do Zodíaco é um Shonen, ou seja, uma série desenvolvida para a molecada adolescente. Este tipo de história normalmente segue a fórmula de "herói destemido encontra vilão fodão. Herói apanha, mas tira forças da fraqueza e vira o jogo." Podem ver que inúmeros Animes queridos no Brasil funcionam desta forma, como Dragon Ball Z e Yuyu Hakusho.

Mas este longa tenta seguir uma estética mais Seinen em alguns momentos, ou pelo menos, parece fazê-lo. Seinen são os quadrinhos para adultos, com histórias mais sombrias e pesadas, e que nem sempre tem um final feliz. Berserk e Gantz são desse estilo.

O que o longa de Asgard tem de Seinen? Bom, o clima é muito angustiante, com vilões que dizimam os heróis sem nenhuma dificuldade. A luta com Durval por exemplo, em que ele dizima os Cavaleiros de Bronze e parece não haver uma saída aparente pelo conflito, cria a típica ansiedade e desesperança que estas histórias para adultos costumam ter.

Não que cavaleiros tenha subitamente se tornado um Seinen. O diretor do filme (Kouzou Morishita) que errou a mão e criou uma obra esquizofrênica, que não sabe qual público deve atingir.

Além disso, os coadjuvantes são muito mal usados. Ellie teve pouco tempo de tela no filme anterior, mas seu personagem foi facilmente estabelecido: uma menina humilde que trabalha no orfanato e tem uma queda por Hyoga. É simples, fofinho e funciona.

Aqui, Frey e Freya servem pra muita pouca coisa. O sacrifício do rapaz não vale de nada, pois ele tem um tempo total de cinco minutos em tela, sequer temos tempo de nos apegar a ele.

Mas o crime maior foi a forma como utilizaram Loki. Desde o início, pareceu que ele seria um rival difícil para o Pégaso, mas ele foi derrotado com relativa facilidade e sua presença foi totalmente apagada pelo duelo com Durval.

Aliás, Durval é um vilão tão forte que apenas uma saída Deus Ex Machina permitiu que ele fosse derrotado. Que isso sirva de lição a todos que pretendem ser escritores: Cuidado com o poder dos vilões que criam, ou se verão em um beco sem saída quando tentarem escrever o desfecho de suas histórias.

A seguir volto com o longa do Abel.

Ah sim, não se esqueçam de curtir o Blog do Amer no Facebook. Tem uma caixinha de curtir maneirinha na lateral do blog, é só clicar lá.

Ou se você for preguiçoso demais pra subir a página, bom, aqui está.

Agradecimentos especiais a minha amiga Micheli Nunes Miranda, pela foto do beijinho no ombro pro recalque. Poucos esnobam o recalque com tanta classe.

E por hoje chega.

Cheers!!!

Related Posts with Thumbnails